Belém além das Docas (outros rolês pela capital paraense)

Qual é a Belém que vai além dos cartões postais já tão disseminados em roteiros de viagens mundo afora? O que é mesmo que o turista pode desfrutar nessa cidade quatrocentona ainda tão cheia de charme e história? Entre tantos atrativos urbanos, ecológicos e culturais, reuni nesse post os meus rolês preferidos, hoje em dia, na cidade em que trabalho, vivo e amo. Espero que essa Belém do Pará também te encante.

1 – Fazer canoagem na Ilha das Onças

Que tal começar o dia praticando a canoagem na Baía do Guajará? O passeio da @caruanasvaa sai do Ver-o-Rio e te leva até a Ilha das Onças. Chegando lá, a parada é no Seu Celso, que oferece um café da manhã ribeirinho, com tapioca, cafezinho, pupunha e macaxeira; e um tour pela casa dele que é 100% sustentável.

Para o passeio, é preciso levar uma garrafa d’água, usar roupas leves, protetor solar e boné. Iniciantes podem praticar a remada e o valor por pessoa é R$ 60,00 (passeio) + R$ 15,00 (café da manhã)

Saída às 7h e retorno às 10h30. Para reservar seu passeio individual ou em grupo, entre no instagram dos Caruanas: @caruanasvaa

5 perguntas frequentes sobre canoagem

2 – Tomar café da manhã no Hotel Atrium Quinta de Pedras

A poucos passos do Mangal das Garças, na Praça do Arsenal/Cidade Velha, está um dos hotéis mais charmosos da cidade. O Atrium Quinta de Pedras já foi escola, já foi mosteiro, e hoje recebe turistas do mundo inteiro com uma arquitetura linda e intervenções artísticas de encher os olhos. No seu térreo, está o Restaurante Buiagu, aberto ao público para café da manhã, almoço e jantar.

O café da manhã é livre e custa $ 39,00 por pessoa.

 3 – Caminhar e pedalar no Parque do Utinga

O Parque do Utinga é uma Unidade de Conservação (UC) Estadual de Proteção Integral e está localizado na avenida João Paulo II. Lá, os visitantes encontram mais de 400 espécies de animais, 151 espécies de plantas, dois grandes lagos que abastecem 70% da população da Região Metropolitana de Belém e ainda podem realizar várias atividades esportivas, como o rappel, o tree climbing e o boia cross. É possível, ainda, aventurar-se em alguma das nove trilhas, caminhar, correr, andar de bicicleta ou simplesmente contemplar a natureza.

O aluguel de bikes custa R$ 10,00 (a hora);
Para programar trilhas e outras atividades guiadas, entre em contato com a: Amazônia Aventura
O Parque do Utinga tem entrada gratuita e funciona das 6h às 17h. É proibida a entrada de animais de estimação e não abre às terças-feiras;

4 – Atravessar para a Ilha Branca

Mais uma ilha na lista, dessa vez a do Murutucum, onde fica o Restaurante Ilha Branca: um lugar distante dos badalados estabelecimentos do Combu e tão bom quanto. Com espaço pra tomar banho, comer, beber, relaxar e até fazer umas fotos legais pras redes sociais, rs, o Ilha Branca é uma ótima opção pra quem quer passar um dia longe de tudo e em contato com a natureza.

Serviço
– Terça a sexta, apenas agendado;
– Finais de semana e feriados, acesso livre, 10h às 18h;
– Travessia pelo Espaço Náutico, ao lado da UFPA;
– Para agendar a lancha da travessia: (91) 98490-7652

Outros atrativos da Ilha do Combu

5 – Passear na Vila Container

O Vila Container é um complexo cultural estruturado em containers, com lojinhas, bares, cafés, lanchonetes e galerias, ali na avenida Magalhães Barata, 62, pertinho da Basílica Santuário Nossa Senhora de Nazaré. Um lugar bem legal pra tomar uma no finzinho de tarde. O acesso é gratuito.

Horários de funcionamento disponíveis no instagram: @vila.container

6 – Comer e beber no Bar do Parque

O Bar do Parque é um dos endereços mais tradicionais dessa cidade. Desde 1904, ele está ali do ladinho do Theatro da Paz e hoje, após reforma e sob nova administração, continua sendo um ponto de encontro charmosíssimo em Belém, uma boa pedida pra comer e beber.

Terça a quinta, 11h à 00h | Sexta, 11h às 2h | Sábado, 8h às 2h | Domingo, 8h à 00h

7 – Jantar na Casa do Saulo

Originalmente, a Casa do Saulo é de Carapanari. Suas portas dão para a imensidão do rio Tapajós e é uma experiência imperdível pra quem visita Santarém. Mas agora, suas janelas dão também para a Baía do Guajará, num espaço já bem conhecido dos turistas e paraenses, localizado ali no Complexo Feliz Lusitânia, no bairro da Cidade Velha.

Casa do Saulo das Onze Janelas funciona de terça a sábado e aos feriados, 11h à 00h; e domingo, 11h às 18h;

8 – Dançar e cantar na Casa de Dança Lambateria

A Lambateria é um acontecimento: casa de dança, ponto de encontro com amigos, karaokê de música paraense (paraokê) e lugar dedicado exclusivamente à cultura do Pará. Aberta de quinta a sábado, a partir das 19h, a casa tem em sua programação shows de artistas das mais variadas vertentes musicais. Vai por mim, você sai de lá com pelo menos dois refrões de Brega e alguns acordes de Guitarrada do Félix Robatto, o cara que comanda o espaço, impregnados na cabeça. É uma experiência sensacional pra quem quer vivenciar a arte feita no nosso Estado.

Localizada na rua 28 de Setembro, 1155, a Casa de Dança Lambateria é A OPÇÃO para encerrar esse seu rolê por Belém além das Docas. Espero que você tenha curtido!

Boa diversão! ;D

O que comer em Belém

Que Belém é o melhor lugar do mundo pra se comer, isso a gente não tá aqui nem pra discutir, né?! Então reuni os lugares que HOJE eu mais curto frequentar na cidade, pra comer, beber e ser feliz.

A famosa coxinha da Igrejinha, dentro do complexo do Governo do Pará, na Dr. Freitas, s/n

Picolé de açaí em Mosqueiro

1 – Clássico: Roxy Bar

O belenense vai dizer que é batido, que é clichê, mas não tem como fugir, Roxy continua sendo uma ótima opção, agora não só para jantar, mas também para almoçar. O restaurante, que funciona na Senador Lemos à noite, abre para o almoço também no shopping Bosque Grão-Pará.

O prato Charlton Heston ($69,) mora no meu coração, mas eu destacaria também a entradinha Cat food Gary Cooper ($38,), que são uns bolinhos de carne picada, recheados de queijo derretido e presunto.

Cat Food ❤ – $38,

Roxy Bar no Shopping Bosque Grão Pará

Melhor prato da vida: Charlton Heston – $69,

Serviço
– Senador Lemos
Todos os dias: 19h às 00h30 (aos finais de semana, até 3 da manhã)
– Shopping Bosque Grão-Pará
Segunda a sábado: 12h às 15h; das 18h30 à 00h;
Aos domingos: 11h30 às 16h30; 18h30 à 00h;

2 – Entradinhas: Famiglia Sicilia

Um dos restaurantes mais tradicionais de Belém, onde tudo o que se come é bom. Mas exalto aqui duas entradas maravilhosas: o pomodorini e os pãezinhos de alho. São de comer rezando!

Pomodorini: torrada, queijo cremoso e tomate confitado – $26,4 Foto: Rodrigo Andrade

Pãezinhos de alho – $20,9 Foto: Rodrigo Andrade

Serviço
Avenida Conselheiro Furtado (entre Quintino e Rui Barbosa), 1420
Horário de funcionamento: segunda a sábado: 19h à 00h/domingo: 11h30 às 15h30
Faça sua reserva: (91) 4008-0001

3 – Entradinhas: Brasileirinho

O restaurante Brasileirinho fica ali na Rui Barbosa, entre Mundurucus e Pariquis, e é outro lugar com entradinhas imperdíveis. Eles têm um pastelzinho de vatapá maravilhoso, mas o que eu mais amei lá foram os guiozas de maniçoba ($20, 4 unidades).

$20, 4 unidades

Serviço
Travessa Rui Barbosa, 2019, entre Mundurucus e Pariquis
Terça a domingo: 12h às 15h30
Sexta e sábado: 12h às 15h30; 19h30 às 23h;

4 – Vício: Armazém Belém

Eu amo o Armazém e vou defendê-lo. Gosto do atendimento rápido e da variedade, o cardápio vai de pães a carpaccio, passando por risotos, saladas, sanduíches e pizzas. As porções costumam ser generosas e o chopp sempre gelado. Carinho especial pelo prato de filé com arroz à piamontese ($53,5) e pela coxinha de frango com jambu ($7,9).

Coxinha de frango com jambu – $7,9

Filé com arroz à piemontese – $53,5 (porção individual)

Serviço
Nos shoppings Bosque Grão-Pará e Boulevard
Boulevard: todos os dias, 10h à 00h
Grão-Pará: todos os dias, 11h30 à 00h
(91) 3230-2806

5 – Descoberta: Buiagu

O Buiagu é um restaurante relativamente recente e fica no Hotel Atrium, na Praça do Arsenal, no bairro da Cidade Velha. O hotel por si só já é um charme, ele mantém traços da arquitetura do antigo mosteiro que lá já existiu e, mesmo que você não se hospede, pode visitá-lo para tomar um café da manhã, almoçar ou jantar.

Hotel Atrium

Ingredientes e sabores amazônicos como o filhote, jambu e tucupi estão no cardápio, que também tem uma entrada deliciosa chamada ‘Taberna de São Jorge’ ($24,). A taberna tem bolinhos diversos, entre eles, bolinho de feijoada, de maniçoba e joelho de porco.

Taberna de São Jorge – $24,

Filhote com arroz paraense – $65,

Serviço
Todos os dias: almoço e jantar
(91) 3199-1611
www.buiagu.com

6 – Descoberta: Ver o Açaí

Cores vibrantes, música regional, mesões e cadeiras que lembram o clima do Ver-o-Peso compõem o espaço que oferece somente comes e bebes genuinamente paraenses. O Ver o Açaí fica na Antônio Barreto, entre Alcindo Cacela e 14 de Março, e tem delícias tanto em petiscos quanto em pratos elaborados. Minhas três paixões são: dadinhos de tapioca com charque ($20, 5 unidades); bolinhos de maniçoba ($20, 5 unidades); e arroz de pato ($27,).

Dadinho de tapioca com charque (acompanhado de geleia de taperebá) – 20$

Bolinhos de maniçoba – $20,

Arroz de pato – $27, Foto: Atilla Leon

Serviço
Rua Antônio Barreto, 957 (entre Alcindo Cacela e 14 de março)
Terça a domingo: 12h às 22h
Whatsapp: (91) 98431-0601

7 – Redescoberta: Bar do Parque

O charmoso Bar do Parque, do ladinho do Theatro da Paz, é também um lugar para se comer e beber bem. Entre tantos petiscos regionais e sabores da nossa terra, tem um que eu amo mais, o Frito do Peixeiro ($38): iscas de peixe frito envolvido com farofa, banana frita e vinagrete. Égua, salivei só de lembrar!

Frito do Peixeiro – $38,

Serviço
Av. Presidente Vargas, ao lado do Theatro da Paz
Terça a quinta: 11h à 00h
Sexta: 11h às 02h
Sábado: 08h às 02h
Domingo: 08h à 00h
Café da manhã: sábado e domingo – 8h às 10h30

8 – Comidas Leves: Mango

O Mango é uma das opções para quem procura comida sem glúten e sem lactose. O restaurante fica na Braz de Aguiar e além da moqueca de filhote, camarões e lulas, tapioca de beterraba, risoto ao funghi e steak tartare, tem uma sobremesa que eu amo: bolo de cenoura com calda de chocolate/$18,.

Moqueca de Filhote com camarão – $57,

Bolo de cenoura – $18,

Tapioca de beterraba – $14,

Serviço
Segunda a Sábado, de 11h30 às 22h; Aos domingos, das 11h30 às 16h
Delivery: (91) 3199-2731/98427-6745
www.mangoalimentacaosaudavel.com.br

9 – Dê uma chance pro: Remanso do Bosque

Linguiça de porco com jambu – $38,

Por muito tempo fui levado pelo preconceito alheio e não fui ao Remanso por achar que era caro demais. Ok, barato não é, mas se come muito bem e por um preço justo. Geralmente, gasto em torno de 110 a 130 reais quando vou lá. O restaurante é um verdadeiro mergulho na gastronomia amazônica, com seus peixes, queijos e filés marajoaras e agora com as bebidas do Balcão Remanso também.

O Remanso do Bosque é um restaurante mundialmente famoso e está no nosso quintal. Não perca a oportunidade de conhecê-lo. Vá e peça a linguiça artesanal de porco com jambu acompanhada de pão ($38,) como entrada e depois o clássico deles: o filhote na brasa com macaxeira cozida e feijão manteiguinha ($132,).

O “clássico” do Remanso – $132,

Serviço
Terça a Quinta: 11h30-15h, 19h-22h30
Sexta e Sábabo: 11h30-15h30, 19h-23h30
Domingo: 11h30-15h30
www.restauranteremanso.com.br

10 – Pizza: Lôca

Já tive a minha fase Pizza Hut e gosto até hoje, mas imbatível no meu coração só a Pizza Lôca. Além dos sabores que fogem do convencional, eles têm uma de filé com calabresa apimentada que é maravilhosa. Eles só atendem no delivery.

Pizzas a partir de $21,9

Serviço
Delivery: (91) 3230-4141
Todos os dias: 17h às 23h
https://deliverydireto.com.br/pizzaloca/pa

11 – Sucos: Batistão e FOX

No quesito sucos, não tem pra ninguém: Batistão e Café da FOX são os meus preferidos. Batistão porque os sucos são enormes e sempre bem gelados, água na boca só de lembrar do de cupuaçu. Os da FOX porque têm umas combinações ótimas, a minha preferida é: suco de manga com laranja, gengibre e manjericão ($10,).

Serviço
Café Fox: todos os dias, de 9h às 21h;
www.facebook.com/foxbelem

12 – Doceria: Take 1

As docerias têm sido os melhores pontos turísticos dessa cidade. Daria pra fazer um post só sobre onde morrer de comer doces em Belém. Mas Take1 é hoje a minha preferida. Preço justo, porções generosas e bom atendimento fazem a diferença. Destaque para torta de maracujá com chocolate ($13,) e de banana com doce de leite ($14,). Ah! E embora seja uma doceria, nela se come bons salgados também. Quiche de ricota, tomate seco e manjericão ($12,), torta de frango com pão caseiro ($13,9) e as tapiocas com crosta de queijo são todos maravilhosos (entre $8,5 e $14,8). 

$14,

Tapioca com crosta de queijo ❤

$13,9

Quiche de ricota com tomate seco – $12,

A Take1 fica no Small Shopping, na Braz de Aguiar

Serviço
De segunda a sábado, de 11h às 20h

13 – Sorvetes: Cairu

Sorvete de açaí, na Cairu de Mosqueiro

Dispensa apresentações, né?! Não à toa, Cairu está sempre aparecendo nas listas das melhores sorveterias do Brasil. Difícil é escolher um sabor preferido, mas pavê de cupuaçu tem um lugar especial no meu coração.

Esse é o Mestiço: açaí com tapioca

Pavê de cupuaçu – $9,5 (casquinha com uma bola)

Serviço
Sorveterias espalhadas por toda a cidade. A mais famosa é a da Estação das Docas.
(91) 3246-9129

14 – Maniçoba: da minha mãe

E ai de quem disser que não. ❤

$30, o kg

Serviço

Instagram: @cozinhadaciveth